Artigo oferecido por:
  • Veterinaria E Pet Shop Guaira

    Clínica geral,vacinas,Consultas,Acupuntura.Assessoria técnica.Estética.Pet shop. Visa E Mastercard.

    Endereço: Rua Alagoas. Nº2492 Lj 1/2/3 – Guaira

    Cidade: Curitiba - PR

    Telefone:
    (41)3329-4310
    Veterinaria E Pet Shop Guaira

Uso da acupuntura em cão de exposição com objetivo

O que achou deste artigo?
Bom
Regular
Ruim

USO DA ACUPUNTURA EM CÃO DE EXPOSIÇÃO COM OBJETIVO DE REDUZIR STRESS E AGRESSIVIDADE.

 

Robson  G. da C. Gouveia.

 

 O presente trabalho objetivou relatar o caso de um cão, da raça Pit Bull terrier, que ao entrar em pista em exposições especializadas tornava-se extremamente agressivo com outros cães e com seu próprio handler. Como se trata de um cão com excelente conformação dentro dos padrões raciais, o proprietário buscou uma alternativa para que o mesmo  pudesse completar sua campanha em exposições nacionais e desta forma  tornar-se um animal selecionado e um futuro reprodutor de qualidade.

Ao exame inicial o animal apresentou-se equilibrado, dócil e de fácil manejo fato relevante para aplicação das agulhas de acupuntura.

O animal em questão iniciou o tratamento com agulhas em  09/12/2003 sendo que a última sessão foi realizada em 30/04/2004.

 

INTRODUÇÃO:

 Padrão Racial:

 O American Pit Bull terrier é um cão forte, resistente, valente e determinado, qualidades vitais para um cão de defesa e vigilância. O Pit Bull cuida zelosamente do seu dono e também é um ótimo companheiro de toda a família e especialmente das crianças, porém  necessita de muito exercício e preferencialmente deve ser adestrado desde cedo para que não adquira vícios que venham a causar desvios de comportamento. Nota-se um grande prazer desses animais para trabalhar, seja para cumprir tarefas simples de obediência ou trabalhos  mais complexos como farejar drogas e participar de provas de adestramento.

De acordo com a CBKC (confederação brasileira de cinofilia), o pit Bull está no grupo 11, padrão CBKC NR3, originário dos EUA. O padrão da raça prevê que estes animais possuam aspecto ágil e flexível, mas não espalgado. Não deve dar impressão de atarracamento e  nem de leveza. Músculos fortes longos e bem definidos e ossos de estrutura mediana. Em relação ao temperamento, fator mais relevante ao presente trabalho, o cão deve ser ativo, atento e observador. Equilibrado, apto à disciplina, de demonstração séria e sem demonstrações gratuitas de agressividade. Qualquer desvio deste padrão deverá ser considerado falta e o animal em exposição será penalizado na exata proporção de gravidade da mesma.

 

Estresse:

 Estress é uma palavra  derivada do latim. Durante o século XVll ganhou conotação de medo ou aflição e no final do século seguinte  passou a expressar força, coragem e esforço.Atualmente o estresse é conhecido como uma adaptação a mudanças externas com reflexos internos no organismos e que causa uma reação que  pode ser  positiva, eustresse, ou negativas, distresse. O eustresse estimula o organismo a lidar com a situação e resolvê-la e o distresse acovarda, amedronta ou exacerba a agressividade e o descontrole. Portanto as reações de estresse são organizadas e efetuadas para proteger o equilíbrio do animal, mas podem induzir a uma situação patológica ou um desequilíbrio fisiológico. É de vital importância ao clínico veterinário o reconhecimento dos elementos da reação de estresse e o  entendimento dos mecanismos que o mesmo desencadeia.

Bioquímica do estresse:

O estresse físico ou emocional ativa a amídala estrutura que faz parte do sistema límbico, área cerebral relacionada com o componente emocional. A resposta emocional é modulada por estímulos provenientes dos centros superiores do cérebro anterior. A resposta neuronal da amídala é retransmitida e  estimula o hipotálamo. Isso faz liberar o hormônio CRF (fator liberador da corticotropina), que estimula a hipófise a liberar outro hormônio, o ACTH (hormônio adrenocorticotrópico) na corrente sanguínea. Por sua vez o ACTH estimula as glândulas supra renais. Essas glândulas compreendem duas regiões distintas, uma parte interna, ou medula, que secreta adrenalina (epinefrina) e noradrenalina (norepinefrina) e uma camada externa, córtex, que secreta mineralocorticóides (aldosterona) e glicocorticóides (cortisol). Simultaneamente o hipotálamo atua diretamente sobre o sistema autônomo para que ele desencadeie imediatamente a reação do estresse. O corpo é então preparado  para a reação de luta ou fuga através de uma via dupla: uma resposta nervosa de curta duração e uma resposta endócrina (hormonal) de maior duração. Neste caso visamos inicialmente controlar a resposta nervosa, ou seja, a resposta de curta duração, uma vez que o cão apresenta-se extremamente irritado e agressivo apenas quando entra na pista. A longo prazo e estabelecendo um diagnóstico preciso através da M.T.C.( Medicina Tradicional Chinesa) poderemos controlar também a resposta endócrina restabelecendo o equilíbrio energético do organismo.

 

Esquema da cascata do estresse:

 

Bioquimica Stress

 

RELATO DO CASO;

 Cão da raça american pit bull, macho, 11 meses e  dezoito dias de idade com aproximadamente 25 kg de peso, tendo participado de  exposições quando filhote até os  7 meses de idade sem apresentar alterações de comportamento. Foi trazido para este consultório em 12 de dezembro de 2003 para uma consulta visando equilibrar seu comportamento em exposições nas quais passou a apresentar-se extremamente agressivo. O proprietário obteve algumas informações sobre acupuntura no auxilio para diminuição do estresse em seres humanos através da internet.

 A primeira sessão foi realizada de forma emergencial, pois o animal vinha de duas exposições seguidas nas quais não havia conseguido entrar em pista e conseqüentemente havia perdido pontos na sua busca por campeonato, fato que trouxe prejuízos financeiros ao seu proprietário. Chegou a clínica na véspera de uma exposição importante em Santa Catarina. Não foi feito o diagnóstico através da Medicina Tradicional Chinesa (MTC). De acordo com a queixa principal diagnosticamos um estresse de viagem associado ao estresse da própria exposição. O animal viajaria em caixa de transporte chegando ao local de exposição no mesmo dia em que entraria em pista. Procuramos então escolher alguns pontos  que pudessem tranqüilizar o animal a curto prazo. Ao exame observamos um animal calmo e tranqüilo e nos foi relatado pelo handler que o animal modificava completamente o comportamento a partir da viagem e principalmente no momento que entrava em pista e tinha contato com outros cães. Tornava-se extremamente inquieto e agressivo, investindo contra os outros cães e contra o seu próprio treinador. Optamos então pelos seguintes pontos PC 7 (problemas de alteração de comportamento); TA 10 ( liberação de endorfinas com diminuição de dor nas articulações de cotovelo e cernelha.usado devido ao transporte em caixa fechada)); VG 24-1( ponto tranqüilizador e calmante-Ying Tang). A sessão foi realizada em 12 de dezembro de 2003 e o animal participaria da exposição no dia seguinte. O animal viajou, entrou em pista e obteve o primeiro lugar em sua classe. Com o sucesso do tratamento inicial mantivemos os mesmos pontos nas duas sessões seguintes (29/12/2003 e 05/01/2004) A partir desta ultima data o animal que encontrava-se hospedado em canil para treinamento voltou a apresentar  um comportamento inconveniente mesmo sem  ter participado de nova exposição. Introduzimos os pontos Vg 14 e Vg 14-1 e Vg 1 com o intuito de retirarmos vento e calor interno, abrir todos os meridianos Yang,   melhorar a inspiração e conseqüentemente diminuir o estresse. Mantivemos os pontos nas 4 sessões subseqüentes (13/01/2004 ; 19/01/2004;26/01/2004 e 05/02/2004). Neste período o animal voltou a ter um comportamento adequado e não participou de competições ficando apenas hospedado para manutenção do treinamento. A ultima sessão supra citada (05/02/2004) ocorreu em véspera de nova exposição realizada em São Paulo em 07/02/2004. O cão entrou em pista e obteve o primeiro lugar em exposição panamericana Em 12/02/2004 nova sessão com os mesmos pontos e participação em exposição no Rio Grande do Sul, sendo classificado em segundo lugar da raça.Não foram feitas sessões até 05/03/2004 quando nova sessão foi efetuada e ocorreu a participação em exposição em Curitiba em 06/03/2004 e novo primeiro lugar da raça. Não foram realizadas mais sessões até 19/04/2004 e neste intervalo o paciente não entrou em pista e apresentou início de comportamento inadequado.Mais uma sessão foi  realizada em   23 de abril. Em 24/04/2004 apresentou problemas comportamentais em exposição em Santa Catarina e não completou as provas. Em 30/04/2004 fez a última sessão até a presente data e obteve em 01/05/2004 em Santa Catarina, (exposição panamericana) o segundo lugar da raça. Após esta última exposição completou a sua campanha e foi homologado jovem campeão. O animal voltou para a casa do proprietário e não participou mais de exposições. Informações atuais dão conta que o jovem campeão apresenta comportamento inadequado em casa, vocalizando muito e confrontando-se com outros animais que convivem com ele.

 

ILUSTRAÇÃO DOS PONTOS UTILIZADOS

 Pontos Utilizados

 

 RESULTADOS E DISCUSSÃO:

 O tratamento realizado através da acupuntura mostrou-se eficaz uma vez que o objetivo final, o título de jovem campeão obtido pelo paciente, foi alcançado. Pudemos notar que logo na primeira sessão o resultado positivo já apareceu e o comportamento indesejável do animal foi controlado. Ao longo do tratamento procuramos manter um intervalo de 7  dias entre as sessões, tempo esse que pareceu ser bastante satisfatório.Cada sessão durou 15 minutos. Quando o intervalo semanal não pode ser mantido e foi espaçado para 10 dias (em uma ocasião chegou a ser de 23 dias) notamos sinais de estresse no animal. De acordo com esses resultados podemos afirmar que para este caso os pontos escolhidos mostraram-se eficazes desde que o intervalo entre sessões fosse seguido a risca (os sinais de estresse e agressividade foram controlados). No entanto, observamos que sem o tratamento contínuo semanal os sinais retornavam. Isso nos leva a crer que se continuássemos nesta linha de tratamento obteríamos apenas sucesso temporário o que não seria interessante para o proprietário e nem para a afirmação da acupuntura como terapia eficiente e definitiva. Baseado nestes fatos chegamos a conclusão que para obtermos uma “cura” completa e reequilibrarmos energeticamente o organismo do animal necessitamos de um diagnóstico mais amplo, baseado na Medicina Tradicional Chinesa.

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS.

 A simples colocação de agulhas em pontos estabelecidos de acordo com a principal queixa clínica, apesar de eficaz, não produziu resultados definitivos. Este fato pode desacreditar a acupuntura como tratamento duradouro e eficaz além de encarecer o tratamento e desestimular a continuidade do mesmo. O uso da acupuntura para animais estressados e agressivos é viável, mas as observações demonstram a necessidade de um diagnóstico amplo e preciso através da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) para que então possamos obter resultados convincentes e definitivos.

 

 REFERÊNCIAS :

 Torro, Carlos Augusto.Atlas prático de acupuntura no cão, São Paulo : Livraria Varela,1997.

Draehmpaehl, Dirk. Acupuntura no cão  e no gato : princípios básicos e prática científica / Dirk Draehmpaehl, Andréas Zohmann, São Paulo : Roca, 1994.

Stress, bioquímica do stress e cascata do stress. Disponível em :http://www.roche.com.br/rch/beroccal/web/sinaiscausasstress  (1997-2003)

International Stress Management Association ( ISMA-BR ). Disponível  em http://www.ismabrasil.com.br/tpls/ ( maio 2004 )

Padrão da raça american pit bull terrier; Confederação brasileira de cinofilia; classificação CBKC. Disponível em http://www.cães-e-cia.com.br/padraopitbull.htm (2003)

Saúde animal-cães-pitbull . Disponível  em http://www.saudeanimal.com.br/pit.htm (2004)

 

O que achou deste artigo?
Bom
Regular
Ruim

Artigo oferecido por:
  • Veterinaria E Pet Shop Guaira

    Clínica geral,vacinas,Consultas,Acupuntura.Assessoria técnica.Estética.Pet shop. Visa E Mastercard.

    Endereço: Rua Alagoas. Nº2492 Lj 1/2/3 – Guaira

    Cidade: Curitiba - PR

    Telefone:
    (41)3329-4310
    Veterinaria E Pet Shop Guaira

 

Links Patrocinados

© 2009 - 2018 Portal Tudo Animal Todos os direitos reservados

Página gerada em 0.321 s